segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Medo real ou ausência do Superior?

"O SENHOR é a minha luz e a minha salvação; de quem terei medo? O SENHOR é a fortaleza da minha vida; a quem temerei?" Salmos 27:1.

Você se considera uma pessoa medrosa? O Medo é provavelmente a causa principal do potencial perdido.

O SER HUMANO PODE SENTIR MEDO DE QUASE TUDO: medo do desconhecido, medo do passado, medo de ser roubado, medo da morte, medo do abandono.

A intensidade desses medos depende do nível de perigo à frente. Se você é jovem e está no esplendor do seu vigor físico, provavelmente não sentirá medo quanto à sua saúde. Por outro lado, se você está na meia idade e sente uma dor persistente no peito, você poderá experimentar um medo correspondente à dor.
Quanto maior o perigo à frente maior a intensidade do medo. Imagine-se andando numa floresta quando você ouve um ruído de galhos quebrados, você avança, esperando ver um esquilo e recebe um tremendo choque, trata-se de um urso de dois metros de altura.

O medo racional regula sua maneira de lidar com as situações perigosas como: andar perto demais de um precipício, nadar em lugar suspeito, correr muito na estrada, etc. O medo racional é algo que todos nós podemos e devemos experimentar para nosso próprio bem-estar. É chamado de medo de "primeiro grau" em suma é um medo legítimo. Sempre que dizemos que estamos com medo de alguma coisa, estamos referindo a uma situação concreta. Não temos medo do avião, mas sim da queda do avião. Porém quando as dimensões ou formas ultrapassam o natural chamamos de medo exagerado.

Outras pessoas são acometidas do medo irracional, é quando a pessoa vê perigo onde não há perigo algum. São as fobias - Medo inexplicável. Ex: Helmintofobia - medo de minhocas. O medo como a dor é uma característica do ser humano desde a sua concepção.

Porém, quando entendemos o poder de Deus passamos a experimentar uma paz que transcende todo o entendimento. Meu filho tem muita segurança em andar no meu colo, sabe que no colo do pai tem um ambiente seguro e nada pode afeta-lo. Isso se torna real na vida das pessoas quando transfere-se esse sentimento para Deus.

Como vimos no texto citado acima, se o Senhor é a minha luz e minha salvação de quem poderia eu ter medo? Acredito, querido leitor, que todos estamos sujeitos a temer alguma coisa, somos humanos e frágeis, temos questionamentos e dúvidas, mas todas elas acabam quando começa em nós a soberana presença de Deus.

Que para tanto Ele abençoe a todos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário